26 de abril: Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão

CEDUF | Centro de Educação Profissional

26 de abril: Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão

No dia 26 de abril é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão.

pressao

Segundo dados do Ministério da Saúde, 24,3% da população brasileira sofrem da doença. O problema atinge mais as mulheres (26,9%) do que os homens (21,3%). A idade também influencia: 59,2% das pessoas com mais de 65 anos de idade se declaram hipertensos, ao contrário dos mais jovens, em que a doença se manifesta em apenas 8,8% em indivíduos entre 25 e 34 anos e 3,8% na faixa etária entre 18 a 24 anos.

De acordo com o médico Otavio Gebara, cardiologista e diretor clínico do Hospital Santa Paula, a elevação da pressão arterial acontece por vários motivos, entre eles histórico familiar, má alimentação, maus hábitos como tabagismo e excesso de ingestão de álcool, além de algumas particularidades como a Síndrome da Apneia do Sono (despertares noturnos, ronco e sonolência durante o dia).

Para alertar a população sobre os cuidados necessários com essa doença, o médico respondeu aos mitos e verdades especialmente para o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão.

A hipertensão é uma doença silenciosa, ou seja, não apresenta sintomas.

Depende. A maioria das pessoas não tem nenhum sintoma. A minoria que apresenta sintomas, pode ter dor de cabeça, vômito, falta de ar, dificuldade para respirar, agitação e visão borrada.

A pressão alta pode ser controlada apenas com uma alimentação balanceada e exercício físico.

Verdade. A medidas não farmacológicas podem controlar a hipertensão e prevenir seu aparecimento.

Alimentos como aveia, amêndoa, noz, azeite, ervas, alho e cereais integrais ajudam no controle da pressão.

Verdade. Estes alimentos são ricos em nutrientes que ajudam no controle do colesterol e melhoram a saúde das artérias, facilitando o controle da pressão elevada.

O tratamento dura a vida toda.

Verdade. A pressão alta não tem cura. Uma vez diagnosticada, o tratamento será para a vida toda e engloba medidas gerais de reeducação no estilo de vida, como alimentação, prática de exercícios físicos e medicamentos. Se houver uma redução signficativa de peso e quantidade de sal e gorduras na dieta, os medicamentos podem ter sua dose reduzida ou em alguns casos, até sua suspensão completa.

Pressão alta provoca sangramento nasal.

Depende. Raramente esse sintoma aparece, mas em alguns casos pode ser um sinal para detectar a hipertensão.

O histórico familiar de pressão alta indica que, obrigatoriamente, a pessoa será hipertensa.

Mito. Apesar de ser mais propensa, não é porque a pessoa tem histórico familiar que ela será hipertensa. O recomendado é que a pessoa tome as precauções logo cedo para evitar a doença.

Musculação ajuda a controlar a pressão alta.

Mito. A atividade física aeróbica é a melhor no controle da hipertensão.

A medição da pressão arterial deve ser feita diariamente.

Depende. Depois de estabilizado o tratamento e atingido os objetivos, essa medida diária não e mais necessária. Basta uma medida periódica, se não houver grandes mudanças no peso, nível de atividade física e quantidade de sal na dieta.

Os exercícios físicos e a alimentação adequada podem dispensar o remédio do controle da pressão.

Verdade.

Os índices aceitáveis variam conforme a idade e o estado de saúde.

Verdade. Os índices numéricos aceitáveis para a pressão arterial ser considerada normal é de 12 X 8. Abaixo de 14 X 9 é aceitável. Se existe a presença de diabetes ou doença renal esse nível é mais baixo. Acima de 70 anos pode-se aceitar níveis até 15 X 8.

As mulheres sofrem mais de hipertensão do que os homens porque são mais frágeis.

Mito. As mulheres sofrem mais de hipertensão após a idade da menopausa. Isso é devido pela perda da produção do estrogênio após a menopausa e também pelo fato de que a pressão se eleva com a idade. A longevidade das mulheres é maior.

Sem tratamento adequado a hipertensão pode levar a morte.

Verdade. Se não tratada corretamente, a hipertensão pode causar doenças no sistema cardiovascular como infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca e AVC (acidente vascular cerebral), que podem levar a morte.

Uma criança com obesidade e pressão alta, pode tomar remédio mesmo sendo muito jovem.

Verdade.

Os sintomas de pressão alta e baixa são os mesmos.

Depende. A pressão baixa mais frquentemente é associada com escurecimento visual, tontura e sensação de desmaio. A pressáo elevada, como vimos, geralmente não da nenhum sintoma.

Em grávidas a hipertensão costuma aparecer com mais frequência.

Mito. Nos primeiros meses de gravidez a pressão geralmente abaixa. No último trimestre ela pode se elevar levando a uma doença chamada pré eclâmpsia ou eclâmpsia.

 

Fonte: Portal da Enfermagem

Voltar


Curso Técnico em Radiologia


NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.

Desenvolvido por danielfarias.net
Topo