Ressurge a cirurgia na tuberculose

CEDUF | Centro de Educação Profissional

Ressurge a cirurgia na tuberculose

Com as avançadas técnicas atuais, a cirurgia em portadores de tuberculose resistente

pneo 

é um tratamento alternativo seguro quando bem indicado, segundo Nivaldo C. Bachichi, chefe do serviço de cirurgia torácica do Complexo Hospitalar do Mandaqui, da Secretaria da Saúde do Estado.

A cirurgia na tuberculose era o tratamento, há mais de 60 anos, quando ainda não existiam os atuais remédios.

Para Bachichi, o tratamento cirúrgico adjuvante pode ser indicado a pacientes com infecção localizada em um lobo pulmonar e nesse caso a cura pode chegar a 98%.

Nos casos graves de cepas do bacilo de Koch resistentes ao tratamento clínico, tem sido observada a cura pela cirurgia quando outros métodos foram ineficazes.

A maioria dos doentes é tratada com drogas que oferecem alta taxa de sucesso em esquemas de curta duração, segundo a pneumologista e tisiologista Márcia Telma Guimarães Savioli, da Unifesp.

Entretanto, explica, um tratamento irregular e inadequado permite o surgimento da tuberculose resistente. A baixa eficácia do tratamento quimioterápico decorre da reduzida efetividade das drogas pela presença de cavidades e áreas de destruição pulmonar que albergam bacilos e dificultam o acesso da medicação.

Segundo dados recentes da Organização Mundial da Saúde, em 2013 nove milhões de pessoas no mundo contraíram a doença, com 1,5 milhão de mortes; 480 mil desenvolveram o bacilo resistente ao tratamento clínico.

FONTE: Portal da Enfermagem

Voltar


Curso Técnico em Radiologia


NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e receba todas as novidades no seu email.

Desenvolvido por danielfarias.net
Topo